Confira as últimas notícias sobre a Transal e o mercado de transportes.

14/08/2012

Usuário poderá pagar pedágio com cartão de débito e crédito em SP

Medida beneficiaria quem se perde nas rodovias e precisa passar por uma praça de pedágio, mas não porta dinheiro em espécie, além de permitir que familias de baixa renda viajem com mais frequência, defende o autor da proposta

A Assembleia Legislativa de São Paulo analisa um projeto de lei que permite que os motoristas paguemas tarifas de pedágio nas rodovias utilizando cartões de débito ou de crédito. Atualmente, o pagamento só pode ser feito com dinheiro ou por meio do sistema eletrônico ‘Sem Parar’.

De acordo com o autor da proposta, o deputado estadual Carlos Grana (PT), o uso da forma facilitada de pagamento permitiria que famílias que não têm como arcar com as tarifas, viajassem com mais frequência. A medida beneficiaria, ainda, quem se perde na rodovia e cai na frente de uma praça de pedágio, “correndo o risco de levar uma multa” por estar sem dinheiro, enfatiza o deputado.

O arquiteto e consultor de tráfego, Flamínio Fichmann, discorda da proposta. Segundo ele, o pagamento no pedágio deve ser feito da forma mais rápida possível. “Se não for uma operação rápida, vai aumentar a fila de carros e o congestionamento. A medida pode até ajudar alguns, que esqueceram o dinheiro, por exemplo, mas vai prejudicar a maioria.”

Segundo Fichmann, o modelo mais indicado para o pedágio é o de pagamento eletrônico. “Há estradas na Europa que não têm ninguém na cabine para cobrar.”

O projeto de Grana estipula que as concessionárias teriam que deixar disponíveis máquinas que aceitam cartão em pelo menos metade das cabines de pedágio. O texto foi aprovado pela Comissão de Transportes e Comunicações da Assembleia. Antes, a proposta havia passado pela Comissão de Constituição e Justiça. Para virar lei, a medida ainda precisa ser votada em plenário e, depois, ser sancionado pelo governador.


Fonte: Portal Transporta Brasil


Outras notícias