Confira as últimas notícias sobre a Transal e o mercado de transportes.

09/03/2009

Ronda Transal - Santa Catarina

Chuva provoca estragos em 14 municípios de SC

Pelo menos 14 municípios catarinenses registraram estragos provocados pela chuva forte, vendaval e a queda de granizo entre o domingo e a madrugada desta segunda-feira em Santa Catarina. 

Florianópolis, Brusque, Criciúma, Balneário Camboriú e Ponte Alta acionaram a Defesa Civil Estadual (Dedc) e oficializaram a ocorrência de danos provocados pelo mau tempo no período.

Em Ponte Alta, na Serra, cerca de 500 residências foram parcialmente destruídas durante a passagem de um tornado. O fenômeno meteorológico provocou estragos por cerca de 30 minutos na área rural do município, prejudicando o abastecimento de água e luz.

Num relatório preliminar divulgado pela prefeitura de Ponte Alta, 60 pessoas ficaram desabrigadas e outras 20 tiveram de ser deslocadas para casas de parentes ou conhecidos.

Os 56 leitos da Fundação Médico Social Rural de Ponte Alta foram atingidos pela chuva. Seis pacientes que estavam internados no momento do tornado foram liberados, devido ao risco que corriam dentro do hospital

A BR-116 chegou a ficar interrompida durante uma hora no trecho entre Ponte Alta e a BR-470 devido à queda de árvores sobre a pista. Estradas do interior também foram danificadas, e pontes podem estar em risco.

O prefeito da cidade decretou situação de emergência.

Vale do Itajaí

Em Brusque, no Vale do Itajaí, foram registrados alagamentos e deslizamentos de terra em vários pontos do município. Parte das principais rodovias de acesso aos bairros da cidade foram interrompidas ou tiveram o tráfego prejudicado por alagamentos. Pelo menos 20 pessoas estão desabrigadas.

Em Balneário Camboriú, várias ruas foram alagadas.

Em Ituporanga, um temporal destelhou casas e derrubou árvores na manhã de domingo. O vento provocou a queda de postes nos bairros Jardim América e Santo Antônio, interrompendo o abastecimento de energia elétrica até o início da noite.
No Jardim América, casas e ruas foram alagadas.

A SC-302, entre Ituporanga e Rio do Sul, ficou parcialmente interditada por quatro horas devido à queda de árvores na pista.

Em Guabiruba, ruas foram alagadas.

Em Camboriú pelo menos 100 pessoas foram desalojadas devido a alagamentos. As pessoas foram levadas ao Colégio Municipal Ivone Terezinha Garcia, bairro Santa Regina.

Em Itajaí a ligação entre o município e Balneário Camboriú foi comprometida até o início da noite de domingo por causa de alagamentos e deslizamentos de terra. Uma rua no bairro Cabeçudas foi interditada devido ao risco do desmoronamento. Ruas ficaram alagadas no bairro Ariribá. A escola municipal na região também foi atingida.

Sul

Dez bairros de Criciúma  tiveram pontos alagados depois da forte chuva na tarde de domingo. Por volta das 16h, um temporal se formou com muita chuva e vento e durou cerca de 20 minutos. Uma família de seis pessoas está desabrigada.

No Extremo-Sul, as cidades de Turvo, Ermo, Timbé do Sul, Morro Grande e Meleiro, apuram os prejuízos com a chuva de domingo. Cerca de 40 mil pessoas ficaram sem energia elétrica.

A suspeita é que um tornado tenha se formado na região. O vento forte e a chuva destruiu parte das lavouras de milhos e aproximadamente 30 residências, além de derrubar 30 postes da rede de distribuição de energia.

Em Meleiro, há informações de que houve queda de granizo.

Capital

Em Florianópolis, a forte chuva deixou ruas e casas alagadas nos bairros Rio Vermelho, Vargem Pequena, Ingleses e Vargem do Bom Jesus, todos no Norte da Ilha. 

Defesa Civil

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193.

A Defesa Civil do Estado conta com atendimento de 24 horas, com equipes de prontidão para qualquer necessidade. O telefone para contato é o (48) 3244-0600


Fonte: Diário Catarinense


Outras notícias