Confira as últimas notícias sobre a Transal e o mercado de transportes.

11/02/2009

Ronda Transal - R. Grande do Sul

Família de Cachoeirinha teve carros arrombados quatro vezes em menos de dois meses.

A servidora pública estadual Denise Sandra Morschbacher, 34 anos, se preparava para ir trabalhar quando, às 8h, mal pôde acreditar na cena que encontrou ao chegar à garagem de seu prédio, em um condomínio de classe média alta em Cachoeirinha. O seu Vectra e o Corsa de sua mãe, mais uma vez, haviam sido arrombados. Os carros tiveram rádios, estepes e outros objetos levados.

Foi a quarta vez, em 52 dias, que a família viveu o drama de ter um veículo depenado. Para consertar os veículos e repor os produtos roubados, o prejuízo é de quase R$ 10 mil.

A série de crimes, que começou em 19 de dezembro, ocorreu em um raio de cerca de dois quilômetros, em ruas do bairros Jardim Mauá e Eunice Nova. O Corsa 2006 da mãe de Denise, a dona de casa Helena Morschbacher, 56 anos, foi saqueado na Praça Independência. Depois, foram mais dois furtos, um deles, ao Vectra de Denise e outro ao Royale de seu marido, o comerciante Antônio Scalco, 47 anos.

Ontem, foi a vez de o Vectra e o Corsa voltarem a ser alvo de ataques.

Assustada, a mãe de Denise, ainda ontem, voltou para Lajeado, de onde havia saído há seis meses para morar ao lado da filha. Denise também pensa em deixar Cachoeirinha.

— Várias pessoas de bem estão saindo daqui. O Estado precisa aumentar o efetivo daqui. Do contrário, não sei onde isso vai parar — protesta.

O comandante do policiamento de Cachoeirinha, capitão Douglas Rossato, admite:

— Nosso levantamento detectou problemas nessa área e identificou alguns criminosos. Temos feito blitze na região. Certamente, a população vai ver o resultado disso em breve.

Para patrulhar a cidade de 44 quilômetros quadrados e cerca de 120 mil habitantes, a BM tem 11 viaturas (entre elas quatro motos), das quais três estão no conserto, e 87 policiais militares.

Titular da 1ª DP da cidade, o delegado Cleiton Freitas não apresenta números, mas garante que ''prendeu vários criminosos''.

— A cidade dá acesso à freeway e a vários locais de fuga — disse.


Fonte: Zero Hora


Outras notícias