Confira as últimas notícias sobre a Transal e o mercado de transportes.

12/01/2009

Reajuste no álcool provoca aumento no preço da gasolina em Santa Catarina.

Alta do custo na refinaria também influiu no valor do litro do combustível.

De Graziele Dal-Bó 

Depois de quase um ano de preço estável, o litro da gasolina já começa a apresentar reajustes em alguns postos de combustíveis de Santa Catarina. Comercializado a uma média de R$ 2,59, o produto já está custando até R$ 0,10 a mais.

O aumento, segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo do Litoral Catarinense e Região (Sincombustíveis), Algenor Costa, tem duas explicações.

A primeira é que o custo na refinaria cresceu aproximadamente 3%, encarecendo, assim, o valor pago pelo distribuidor. O segundo motivo é o reajuste no preço do álcool — que compõe a mistura da gasolina — de, em média R$ 0,10.

— Como existe a liberdade de preço final, é difícil a gente precisar quanto o valor dos combustíveis, tanto o álcool quanto a gasolina, aumentou na bomba. Em alguns casos, pode até não ter havido aumento porque sabemos que no nosso ramo existe uma questão muito forte de concorrência, às vezes até predatória. Você pode ver até uma redução, e aí como explicar? — observou Costa.

Reajuste no álcool deve-se à entressafra

O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Blumenau, Júlio César Zimmermann, lembrou que o reajuste no valor do litro do álcool — que hoje custa, em média, R$ 1,79 — deve-se à entressafra do produto, que começou em novembro do ano passado e estende-se até o mês de abril.

Zimmermann ressaltou, porém, que em outros anos, como 2006 e 2007, durante o período de entressafra, o preço do litro desse combustível chegou a patamares bem mais altos, alcançando R$ 2,03.


Fonte: Diário Catarinense


Outras notícias