Confira as últimas notícias sobre a Transal e o mercado de transportes.

12/03/2008

Projeto estuda emissão de CO2 no Estado

Pesquisadores analisam gases liberados em áreas reflorestadas em Santa Catarina

A preocupação com a liberação exagerada de gases na atmosfera está levando alguns profissionais a pesquisarem maneiras de conter e reverter emissão de carbono no meio-ambiente.

Na Serra catarinense, equipes da Epagri e da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) estão estudando ecossistemas diferentes para encontrar formas de sequestrar o gás carbônico nas áreas de reflorestamento, comuns na região, para evitar que este gás contribua para o efeito estufa.

A primeira etapa do projeto já foi finalizada. De acordo com o responsável pelo estudo, o agrônomo Aleksander Muniz, foram analisados o campo nativo e a floresta natural.

A grande diversidade de espécie no campo e a renovação constante delas na floresta conseguem manter o carbono mais tempo no solo.

"É um comportamento bem similar. O que muda entre o campo nativo e a floresta,  principalmente, é a qualidade do que chamamos de 'serrapilheira', o fornecimento de material vegetal em decomposição", avalia Muniz.

Os reflorestamentos também foram objeto de estudo e avaliação. O comparativo entre os espaços plantados pelo homem e a floresta natural pretende encontrar a melhor forma de manejo do solo e das plantas para diminuir a emissão de gases.

"Se recomenda fazer o plantio direto, que é uma das formas de minimizar os efeitos de perda de carbono deste solo", finaliza.


Fonte: Diário Catarinense


Outras notícias