Confira as últimas notícias sobre a Transal e o mercado de transportes.

14/02/2008

Pedágio de rodovias licitadas em 2007 pode ser antecipado

As empresas vencedoras do leilão de sete trechos de rodovias federais, feito em 2007, poderão antecipar a cobrança do pedágio, prevista para agosto. A ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) deu prazo de até seis meses para que elas façam obras iniciais, como recuperação do pavimento, sinalização e instalação de balanças, antes de começar a cobrar o pedágio.
Martus Tavares, presidente da BR-Vias, vencedora do trecho da BR-153 que corta São Paulo, disse que a concessionária quer concluir as obras -e cobrar pedágio- antes de seis meses. "Temos o objetivo de antecipar o quanto antes."

Segundo o diretor-geral da agência, José Alexandre Resende, isso poderá ser feito, desde que a ANTT avalie que as obras foram suficientes. Para essa etapa, estão previstos investimentos de R$ 500 milhões nos sete trechos.

O presidente da espanhola OHL no Brasil, José Carlos Oliveira Filho, acha difícil concluir as obras antes de agosto. A empresa levou cinco lotes no leilão, entre eles, Fernão Dias e Régis Bittencourt. "Tem muito serviço a ser feito. Antes de segunda-feira, nossas equipes já estarão trabalhando."

OHL e BR Vias assinaram a outorga dos trechos, primeiro passo para a concessão, ontem. Hoje, serão assinados os contratos. A Acciona, que ganhou o trecho da BR-393, fará o processo em março porque teve o resultado suspenso pela Justiça.



Fonte: Jornal Folha de S. Paulo


Outras notícias