Confira as últimas notícias sobre a Transal e o mercado de transportes.

04/08/2011

Ônibus terá painel para passageiro vigiar velocidade

Hoje, só 1% da frota tem aparelho, que será obrigatório no fim de 2012; diariamente, SP registra quatro acidentes com coletivos.

A cidade de São Paulo registra, em média, quatro acidentes com ônibus por dia. Para tentar reduzir esse número, desde junho estão sendo instalados indicadores de velocidade voltados para os passageiros. Assim, os próprios usuários podem “controlar” a quantos quilômetros por hora está o veículo, denunciando excessos dos motoristas. Só nesta semana, ao menos 11 pessoas se machucaram em dois acidentes envolvendo coletivos municipais.

Na segunda-feira, um ônibus descontrolado invadiu a calçada e bateu em duas lojas no Pari, região central, deixando nove feridos. Ontem, a roda de outro ônibus se soltou, atingindo duas pessoas no Tatuapé, na zona leste. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), no ano passado, 20,5% dos veículos que causaram a morte de pedestres na capital eram ônibus.

Para Rogério Belda, diretor da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP), ônibus devem circular a no máximo 40 km/h. “Essa já é uma velocidade média alta, pois os ônibus têm de parar muito para pegar passageiros.” A São Paulo Transporte (SPTrans) informa que 150 coletivos já têm o painel digital instalado. Isso representa 1% da frota, mas até o fim do ano que vem todos devem ter o equipamento, segundo portaria publicada em janeiro pela Secretaria Municipal dos Transportes. As viações que desobedecerem a determinação estarão sujeitas a multa de R$ 180 por veículo.

Fiscalização. O aparelho, no alto do painel frontal, em cima do para-brisas, mostra a velocidade do ônibus em tempo real. Quando o veículo passa de 60 km/h, os números piscam. A bancária Tatiane Costa, de 31 anos, aprovou a tecnologia, já disponível no ônibus em que estava na tarde de ontem, da linha Jardim Luso-Terminal Bandeira.

“Mas não basta ver, tem de denunciar quando ultrapassam o limite.” O representante comercial Carlos Novaes, de 28, é mais cético. ”Nunca me deram satisfação depois que fiz queixas de excesso de velocidade e desrespeito à faixa de pedestre.”

A SPTrans informou que já recebeu uma reclamação por excesso de velocidade com base no painel e que “a operadora responsável será reorientada quanto aos padrões de qualidade e segurança”. As denúncias podem ser feitas pelo telefone 156 ou pelo site www.sptrans.com.br.

CRONOLOGIA

17 de julho

Três pessoas morrem após um ônibus atravessar a Avenida Cupecê, e atingir duas motos. O motorista diz que o banco do veículo se soltou e ele não alcançou o volante.

29 de julho

Ônibus articulado da Viação VIP Transporte perde o controle e bate em um muro na Saúde. O cobrador se feriu.

Segunda-feira

Ônibus da Viação Sambaíba com 40 pessoas invade calçada e bate em duas lojas na Rua Silva Teles, no Pari. Nove pessoas ficam feridas.

Ontem

A roda de um ônibus da Cooperativa Nova Aliança se solta e atinge duas mulheres no Tatuapé, zona leste.


Fonte: Agência t1


Outras notícias