Confira as últimas notícias sobre a Transal e o mercado de transportes.

27/01/2009

Chuva alaga ruas, pára trânsito e assusta moradores em São Paulo

Em alguns bairros, choveu o equivalente, em uma hora, 40% do esperado para o mês inteiro. A Zona Sul foi a mais atingida.

O céu de verão anunciava. Uma hora de chuva forte foi suficiente: carros ficaram submersos e motoristas ilhados. Um pedaço de madeira serviu de bóia para um homem, que não escapou da enchente. O Centro de Gerenciamento de Emergências registrou 53 pontos de alagamento.

A força da água derrubou muros, carros foram parar no quintal do vizinho. “Infelizmente o muro não ia resistir mesmo a toda aquela água”, lamenta o comerciante Ricardo Trevisan.

“O carro é novo. Comprei não faz nem um mês. É de cair o mundo, você ver o carro no estado em que ele estava, todo destruído”, conta o analista de crédito Felipe Chacon Fernandes.

Os bombeiros usaram um cabo de aço para tirar os carros do buraco. Na loja vizinha, uma revendedora, 16 carros ficaram submersos. A água subiu até dois metros de altura.

Teve muito barro também na loja de vidros. “Já vi muitas chuvas pesadas, mas nessa quantidade de água não. O meu prejuízo deve ser de R$ 40 mil”, avalia o dono da vidraçaria Brasilino da Silva.

Duas pessoas ficaram feridas no estacionamento que desmoronou, mas sem gravidade. No início desta manhã, não há mais alagamentos na cidade.


Fonte: Portal de Notícias G1


Outras notícias