Confira as últimas notícias sobre a Transal e o mercado de transportes.

13/07/2010

Balança tem superávit de US$ 722 milhões na 2ª semana de julho

Exportações já haviam passado importações no início deste mês. No ano, porém, superávit soma US$ 8,8 bilhões, com queda de 41,8%.

A balança comercial brasileira registrou superávit (exportações menos importações) de US$ 722 milhões na segunda semana de julho, entre 5 e 11, período com cinco dias úteis, informou nesta segunda-feira (12) o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. É o maior saldo semanal desde a terceira semana de junho (+US$ 806 milhões).

Na primeira semana deste mês, a balança já havia tido saldo positivo, no valor de US$ 224 milhões. Com isso, o superávit, no acumulado de julho, soma US$ 946 milhões, ou US$ 135 milhões por dia útil, de acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento. Isso representa pequeno aumento frente ao superávit de julho do ano passado, que somou US$ 126,6 milhões por dia útil.

Neste mês, até dia 11, as exportações somaram US$ 5,68 bilhões, com média diária de US$ 812 milhões, enquanto que as compras do exterior totalizaram US$ 4,74 bilhões, com média de US$ 677 milhões por dia útil. Na comparação com julho do ano passado, as vendas subiram 32,1%, e as importações avançaram 38,7%.

Acumulado do ano
No acumulado de 2010, até o dia 11 de julho, o superávit da balança comercial somou US$ 8,82 bilhões, com queda de 41,8% frente ao mesmo período do ano passado (US$ 15,16 bilhões).

Neste ano, as exportações brasileiras somaram US$ 94,87 bilhões, com média diária de US$ 729 milhões, enquanto que as compras do exterior totalizaram US$ 86 bilhões, com média de US$ 661 milhões por dia útil. Na comparação com o mesmo período do ano passado, as exportações cresceram 27%, e as importações avançaram 44,5%.

A queda do superávit da balança comercial neste ano está ligada ao crescimento expressivo das importações - fruto do forte ritmo de expansão da economia brasileira e do dólar barato. No primeiro semestre, as compras do exterior bateram recorde, segundo informações do governo.

Previsões para 2010 e 2011
Os analistas de instituições financeiras acreditam que, com o forte crescimento da economia e com o dólar barato, a balança comercial deve ter um superávit de US$ 15,7 bilhões neste ano. Para a CNI, o saldo positivo será menor ainda: de US$ 10 bilhões.

No ano passado, o superávit comercial revisado somou US$ 25,34 bilhões, com um crescimento de 1,5% sobre o superávit registrado em 2008 (+US$ 24,95 bilhões). Para 2011, porém, a estimativa dos economistas dos bancos é de um superávit comercial mais baixo, de US$ 7,8 bihões.

  


Fonte: Portal de G1


Outras notícias