Notícias sobre Esportes

Confira as últimas notícias sobre esportes.


15/09/2009

Tenistas treinam e homens trabalham para deixar Gigantinho pronto para a Davis.

Brasil enfrenta o Equador nesta final de semana tentando à elite do tênis mundial.

Entre gemidos e marteladas. Assim foi a segunda-feira no Ginásio Gigantinho. Enquanto os tenistas suavam a camiseta nos treinos, que se iniciaram às 9h, à beira da quadra eram realizados ajustes na iluminação e nos camarotes para o evento decisivo. Se vencer o Equador nos jogos deste final de semana, o Brasil garante sua volta à elite do tênis mundial depois de seis anos de afastamento. —Sabemos que a expectativa é grande— comentou o gaúcho Marcos Daniel (57 do mundo) após o treino de quase duas horas no saibro do ginásio. Quem ocupou a quadra com a saída do número um do Brasil foi o paulista Thomaz Bellucci (69). Com os reservas Thiago Alves (107) e Franco Ferreiro (208), a preparação alternou trabalho pesado e brincadeiras entre os colegas. Já a dupla André Sá e Marcelo Melo (40 e 31 no ranking de duplas), treinaram na Academia Bohrer, com Bruno Soares. —Cada um tem seu ritmo de treino, mas tentamos descontrair bastante. Em sua quinta Copa Davis, o caçula da equipe brasileira mostrou tranquilidade ao falar dos irmãos Nicolas e Giovanni Lappentti (respectivamente 163 e 182 do ranking da ATP), prováveis adversários nos jogos individuais. Para ele, porém, tanto o experiente Nicolas, 33 anos e ex-número seis do mundo, quanto Giovanni podem surpreender. —Contra qualquer um dos dois será uma partida difícil. O Nico tem mais experiência, mas o Giovanni é um jogador perigoso. A equipe brasileira, que conta com quatro titulares, quatro reservas e quatro juvenis só ficará completa hoje, com a chegada de José Pereira. O juvenil que estava em Nova York, onde competiu no Aberto dos Estados Unidos, deve se juntar aos colegas à tarde. Segundo o capitão Chico Costa, os treinos se intensificam hoje, e reduzem a frequência até quinta-feira, quando serão acertados apenas os detalhes da atuação de cada tenista. Com um terço da equipe formado por gaúchos, os atletas contam com a participação massiva da torcida para bater os equatorianos. Nem a previsão nebulosa para o final de semana na Capital desanima os jogadores. — Se chover será bom também, porque o ginásio é coberto e as pessoas vão vir assistir aos jogos — analisou Daniel. Os ingressos para os confrontos, que começam no sábado à tarde, continuam à venda pela internet ou diretamente no Gigantinho. Mais de quatro mil pessoas já garantiram presença na competição.


Fonte: Zero Hora




Outras notícias

Todas as notícias sobre esportes