Notícias sobre Esportes

Confira as últimas notícias sobre esportes.


10/09/2009

Paraguai vence, garante vaga na Copa do Mundo e afunda Argentina na crise.

Derrota deixa hermanos na quinta posição, fora da zona de classificação direta para a Copa do Mundo.

O Paraguai é a segunda seleção sul-americana classificada para a Copa do Mundo. Jogando com imponência no estádio Defensores del Chaco, nesta quarta-feira, a equipe alvirrubra derrotou a desorganizada Argentina de Maradona por 1 a 0 e, assim como já fizera o Brasil, assegurou lugar na Copa do Mundo de 2010. Haedo Valdez fez o gol da classificação. Os paraguaios somam agora 30 pontos e, a duas rodadas do fim das eliminatórias sul-americanas, não têm mais como ficar abaixo da quarta colocação (os quatro primeiros garantem vaga). Já a Argentina complicou sua situação. A seleção do técnico Maradona segue com 22 pontos, agora em quinto lugar (um à frente do Uruguai, sexto). Se as eliminatórias terminassem hoje, os hermanos teriam de jogar uma repescagem contra o quarto colocado das eliminatórias da Concacaf. A seleção paraguaia foi amplamente superior à da Argentina nesta quarta-feira. Antes mesmo de abrir o marcador, ainda no primeiro tempo, o time de Cabañas e companhia já havia mandado duas bolas na trave. Com toques rápidos, os paraguaios envolveram a perdida seleção argentina, que teve quatro mudanças em relação ao jogo de sábado, contra o Brasil: Papa entrou na lateral esquerda e Heinze foi deslocado para a quarta zaga, Gago tomou a vaga de Maxi Rodríguez no meio, e, na frente, o machucado Tevez deu lugar a um inoperante Agüero. Houve ainda a troca do goleiro. Se antes Maradona fez uso de Andújar, desta vez lançou Romero. A primeira boa chegada foi do Paraguai, aos sete minutos. Torres cruzou, Haedo chutou para o gol e Romero rebateu a bola, que pegou na trave. Messi, aos 12, tentou em cobrança de falta, mas só acertou a barreira. O Paraguai acertou a trave novamente aos 23. Haedo tocou para Santana, que carimbou a moldura do goleiro Romero. O gol dos donos da casa surgiu aos 28 minutos, em grande jogada de Cabañas. O carrasco de Flamengo e Santos na Libertadores 2008 recebeu na intermediária, tabelou com Riveros e deu passe açucarado para Haedo. O atacante recebeu no lado esquerdo da área e bateu cruzado, sem chances para Romero. No segundo tempo, a Argentina sofreu duro golpe quando Verón foi expulso. O meia, que já tinha levado cartão amarelo na primeira etapa, recebeu o segundo aos sete minutos. O veterano reclamou com o árbitro brasileiro Sálvio Spinola de uma falta e foi para o chuveiro mais cedo. A partir daí, o Paraguai não foi mais tão incisivo quanto no início da partida. Na base da vontade, a Argentina tentou buscar o empate, mas quase não conseguiu levar perigo ao gol de Villar. Maradona ainda mandou a campo os veteranos Palermo e Schiavi, para tentar bolas altas, mas de nada adiantou. O zagueirão teve a chance de empatar nos acréscimos, em bola ajeitada de cabeça por Palermo, mas furou na boca do gol. Dieguito amargou mais uma derrota. Nas duas últimas rodadas, dias 10 e 14 de outubro, os hermanos recebem o Peru e depois encerram sua participação contra o Uruguai (adversário direto), em Montevidéu.


Fonte: Globo NoticiaEsporte




Outras notícias

Todas as notícias sobre esportes