Viaje Bem

A Transal disponibiliza à você dicas para fazer uma viagem com segurança e tranqüilidade.


Chuva leve também gera risco de aquaplanagem

Chuva leve também gera risco de aquaplanagem

Perigo é maior no caso de asfalto muito irregular ou 'liso' demais. Risco de o carro perder contato com o solo cresce com desgaste de pneus.

A volta dos dias de chuva ao Sul e Sudeste trouxe também o perigo dos acidentes de trânsito provocados pela pista mais escorregadia. As pistas molhadas facilitam, sobretudo, as colisões traseiras, afirmam especialistas. A chuva, mesmo leve, também pode ocasionar perda de contato do carro com o solo, a chamada aquaplanagem. O risco é maior em caso de asfalto com muita irregularidade ou ‘liso’ demais.

 “Nesse tipo de superfície, mesmo com uma chuva leve, mas que não pára, pode haver acúmulo de água”, diz a professora de engenharia de transportes Liedi Bernucci, da Escola Politécnica da USP.

O perigo é maior nas rodovias por causa da velocidade. “A 100 km/h, o atrito entre o pneu e a superfície cai pela metade. O veículo precisa de mais distância para parar”, explica Liedi. A falta de manutenção também aumenta a chance de o carro perder contato com o solo. “Uma lâmina d’água de 3 ou 5 milímetros já ocasiona aquaplanagem num veículo leve. A 120 km/h, com o pneu um pouco gasto, o risco é grande.”

A formação de lâmina ou bolsão de água não é normal em um pavimento bem feito, alertam engenheiros. Nem mesmo quando há chuva forte. “Nas rodovias, há uma espécie de capa sobre o asfalto, que tende a ‘jogar’ rapidamente para fora a água acumulada”, explica Creso de Franco Peixoto, da FEI. O clima de cada região exige uma adaptação do projeto da rodovia ou das ruas: “Onde chove mais, o pavimento dura menos. É preciso uma estrutura mais forte.”

Confira algumas dicas para dirigir na chuva:
1. Diminua a velocidade;
2. Acenda o farol; não ligue o pisca alerta: ele só deve ser acionado em caso de parada;
3. Mantenha distância de pelo menos dois carros em relação ao veículo da frente;
4. Só pare no acostamento em caso de emergência; deixe para parar num ponto de apoio (posto, restaurante, polícia rodoviária ou junto às praças de pedágios);
5. Ligue o desembaçador assim que fechar as janelas, para que haja mais tempo de normalizar a visibilidade;
6. Mantenha o limpador de para-brisa em bom estado; se a borracha estiver desgastada, troque as palhetas antes de viajar;
7. Verifique sempre o estado de todos os pneus, inclusive o reserva; faça calibragem semanalmente, de acordo com o manual do proprietário;
8. Evite pisar no freio com força; se o fizer e a roda travar, tire o pé do freio para que não ocorra a perda de controle do carro;
9. Em caso de aquaplanagem, jamais frear bruscamente; o ideal é desacelerar e deixar que a força da gravidade coloque o carro de novo em contato com o asfalto;
10. Se tiver que passar por um trecho alagado, verifique a altura da água. Até a metade da altura da roda há condições mínimas de dirigibilidade.


Fonte: G1



Voltar